O Esporte que faz amigos

Esporte da Malha

São Paulo/SP - Brasil
(11) 2909-0110
edgard.martins@superig.com.br

Sou ex presidente da FPM , fui presidente da comissão técnica , militei na fpm por mais de 20 anos talvez alguns de vcs, me conhecem , na ´´epoca meu apelido era cipó, hoje moro em Piracicaba, e gostaria de receber mensagens e atualidades do esporte da ma

Tristeza no Esporte da Malha...

Edgard Martins (Vô ED) 08-07-2017
Tristeza no Esporte da malha…
Ver um Clube fechado é ver um sonho interrompido.
O C.M. - Freguesia do Ó (Clube de Malha Freguesia do Ó). Fundado em 01/03/1959, que foi um patrimonio do Bairro com seus 58 anos, seus Diretores, Jogadores, Patrocinadores, Simpatizantes e toda Comunidade do Bairro vão deixar de ouvir os gritos de seus torcedores, as batidas das malhas de aço o barulho do pino caindo, o grito do Juiz (Arbitro) gritando “Freguesia quatro”
Esses heróis e amantes desse esporte partiram. Há quem fale em sonhos interrompidos.
Este Clube funcionava há mais de 58 anos. Já era patrimonio do Bairro Freguesia do Ó, Bairro tradicional, localizado na Zona Norte da Cidade de São Paulo/SP.
Perderam o sábado e domingo nesse Clube querido, e esse ambiente agora vai virar o que? Onde já passaram bons Atletas.
É tristeza o que sinto como amante do Esporte da Malha.
O Clube fechou, o silêncio predominou, e o Freguesia se foi…
Fechar um Clube é sempre ruim. Tenho acompanhado com preocupação essas situações. Existem casos que justificam, mas são raros.
E agora seus Atletas, caminham sob o sol, chuva em busca de outros Clubes.
Lamento muito o fechamento do C.M. - Freguesia do Ó, mas o mais triste é que o Esporte da Malha perde um soldado (Clube), mas não perdemos a guerra continuamos a lutar pelo Esporte da malha…
Vejamos o outro lado da magia, dos encontros, dos amigos, da beleza, coisas que não se medem e não pagam esse amor pelo Esporte da Malha.
Como escreveu o meu amigo Ricardo Gutierres “Freguesia do Ó...um legado que não se pode negar”
Serei sempre um divulgador do Esporte da Malha…
Texto de Edgard Martins (Julho de 2017)