O Esporte que faz amigos

Esporte da Malha

São Paulo/SP - Brasil
(11) 2909-0110
edgard.martins@superig.com.br

Clube de Malhas na Cidade de Poema (São Fidelis/RJ) - 2015

18-07-2018 14:19

Clube de Malhas na Cidade Poema 

 uma prática pouco conhecida pela população e divulgada, mas que sobrevive ao longo de décadas.


 

 

A cidade de São Fidélis, atualmente conta com cinco raias de malhas, sendo duas na Avenida Paranhos, centro – Clube de Malha Unidos e a raia de malha Progresso que se encontra em total abandono e necessita de uma nova cobertura no telhado. Já a raia do bairro Coroados e à qual se encontra desativada - está localizada na pracinha em frente à antiga fábrica de Doces Passarinho, e já há um clamor por parte de jogadores que a mesma seja reformada para que possa voltar à ativa.

As raias de malhas são formalizadas através de clubes e nos quais os participantes contam com estatuto e uma diretoria, bem como espaço que seja autorizado pela prefeitura para que os membros e praticantes do Esporte da Malha, tal qual como é denominado, possam construir as raias. Apesar de não haver dados registrados que confirmem a data de criação de cada uma das raias de malhas na Cidade Poema, mas estima-se que o jogo de malha em São Fidelis tem aproxidamente 80 anos de existência. 

Apesar de ser aberto para mulheres participarem também, porém não é muito comum ver as damas em jogos de malhas em São Fidélis, ao contrário, em outras cidades há várias participantes. Outro detalhe a ser destacado é que, antigamente, viam-se muitas pessoas de mais idade nas raias de malhas, entretanto, atualmente as raias contam com bastantes jovens interessados e praticantes do jogo de malhas.

A reportagem visitou todas as raias existentes em São Fidélis, bem como registrou todas em imagens, e ainda acompanhou uma das competições nas raias de Malhas da União da Ipuca e do Clube de Malha da raia Mineira também no mesmo bairro. Para a marcação de pontos – é preciso que a malha pare dentro de um dos discos em formato de círculos que ficam em cada cabeceira da raia e onde o jogador em duplas na competição fica a postos. 

Considerado um esporte onde a interação, a construção de laços de amizade e o passatempo contam muito mais que a marcação de pontos, porém os jogadores de malhas participam de torneios interestaduais e regionais. No momento em que registrávamos essa matéria, foi confirmada a participação do Clube de Malha da raia Mineira nos próximos dias em um torneio interestadual e a presença do presidente do Clube de Malha Guarani da cidade de Cambuci que veio prestigiar o jogo da noite na raia do Clube de Malha da União de Ipuca.

Breve histórico do Esporte da Malha

O jogo da malha é um tipo de esporte de origem portuguesa onde se lançam discos de metal em direção a um pino que se encontra a alguns metros de distância. Jogava-se malha na França, na Itália, em tempos muito antigos e que não estão bem determinados. Fala-se no jogo de malha, em 1490, mas a prova de sua existência vem de um documento francês de 1644. 

Em Portugal, esse esporte e o arremesso de ferraduras, sempre foi muito popular, com os nomes de chinquilho ou jogo do fito. O jogo de malhas, tanto como o de ferraduras, foi levado para o Brasil por imigrantes portugueses. Documentos apontam que já no período colonial jogava-se malha em todo o país. 

Há documentos que provam ser a malha um esporte praticado em São Paulo, na Rua 25 de Março, desde 1890. Os trabalhadores, terminado o seu dia de trabalho e participavam do jogo de malha como divertimento. Usavam peças rudimentares como pedras, ferraduras, pedaços de chapas de ferro, variando de formato e tamanho. Os pinos não tinham o padrão certo, tudo servia. Era considerado um esporte ou divertimento de pessoas humildes.

Forma de jogar: cada equipe será constituída por dois jogadores (parceiros). Para jogar, os parceiros colocam-se cada um junto ao seu meco, de modo a ficarem lado a lado dois adversários. Os dois primeiros jogadores (adversários) a iniciarem cada partida, terão cada um duas malhas que lançarão alternadamente procurando derrubar o meco da outra cabeceira e deixar a malha o mais próximo possível e assim sucessivamente.

As malhas terão um diâmetro de cerca de 10,5 cm e um peso de aproximado de 600 gramas e os mecos terão uma altura de cerca de 20 cm e uma base de aproximadamente 5 cm. A distância máxima entre os mecos será de 20 metros e a mínima de 16 metros. Na frente dos mecos e à distância de um metro destes, será marcada uma linha perpendicular que delimita a zona de lançamento das malhas. Regras nas partidas: todo e qualquer jogador que ao lançar a malha ultrapasse o risco de lançamento previamente marcado pela organização, poderá ser advertido e mesmo sancionado. Cada partida terá cinco (5) jogos no máximo, vencendo neste caso a equipe que primeiro vencer três (3). Atendendo ao número de equipes inscritas, cada partida poderá só ter três (3) jogos, vencendo neste caso, a equipe que primeiro ganhar dois (2). A qualificação até ás meias finais será feita por eliminação direta, realizando-se sempre que se justifique, sorteio para se ver quem joga contra quem, até á obtenção de uma classificação final. As meias finais serão sempre disputadas por quatro equipes, podendo para o efeito, haver recurso a sorteio para encontrar a 4ª equipe, a qual sairá da última eliminatória. Pontuação Sempre que o meco for derrubado serão contabilizados 4 pontos para a respectiva equipe. Depois das quatro malhas jogadas, a que ficar mais próximo do meco soma dois pontos, podendo uma equipe somar quatro pontos se as suas duas malhas forem as mais próximas do meco, sendo o parceiro do jogador cuja malha ganhou os pontos quem procederá ao primeiro e terceiro lançamentos das malhas e assim sucessivamente. Cada jogo termina aos 30 (trinta) pontos e ganha a equipe que primeiro os conseguir atingir.

Fonte: https://www.esporte-da-malha9.com.br/news/como-surgiu-o-jogo-da-malha-artigo-postado-por-lu-no-o-jornal-livre/

https://www.federacaomalha.com.br/extras.php

Por: Nelzimar Lacerda