O Esporte que faz amigos

Esporte da Malha

São Paulo/SP - Brasil
(11) 2909-0110
edgard.martins@superig.com.br

Reportagem: VIVER na Alta de Lisboa/PT

06-04-2013 19:57

 

Quarta-feira, 4 de Janeiro de 2006

Jogo da Malha

 

 

O meu filho gosta muito de passar o tempo a encaixar umas coisas dentro de outras coisas mas, quando lhe damos para a mão um jogo de formas, próprio para o efeito, pouco liga.

Parece ser um sentimento transversal à idade este, de que algumas coisas, quando perdem a espontaneidade, perdem também a graça.


Quando vim viver para a Alta de Lisboa, costumava ver muitas vezes neste espaço - nessa altura um "terreiro" aberto - alguns senhores entretidos a jogar à malha. Fizeram-me lembrar o meu avô, que por acaso não jogava à malha, mas que me ensinou outros jogos de rua como o jogo do prego e a lançar o pião.

Algum tempo depois, este campo de jogo da malha foi dotado de "oficialidade": delimitou-se o espaço e colocou-se este cartaz a anunciar o seu propósito. E nunca mais vi lá alguém a jogar.


Tenho pena que não seja usado. Não é comum construirem-se campos de jogo da malha por aí. Por isso, apesar de não ter certeza sobre o destino pensado inicialmente, este parece-me ter sido um genuíno esforço de adaptação do projecto às pessoas,ao invés do habitual contrário. Um fruto da observação da utilização espontânea do espaço pelos moradores. E este tipo de iniciativa merecia ter mais sucesso.

Pode ser que eu esteja errada. Que seja o inverno a manter os jogadores em casa, ou eu é que não passo por lá às horas certas. Espero que seja isso.